Acerca de mim

A minha fotografia
Este blog está a ser desenvolvido por alunos do 3º Ano de Farmácia, do Instituto Politécnico de Bragança, no âmbito da Unidade Curricular Farmacoterapia I. Neste espaço pretendemos abordar, ao longo do semestre, informação útil acerca de Infecções Fúngicas, nomeadamente as suas caracterizações patológicas e respectivos tratamentos farmacológicos.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Micoses oportunistas

Pneumocistose

 

  • Caracterização


A Pneumocistose é uma infecção oportunista causada pelo fungo unicelular Pneumocystis jiroveci (antigo c), é um organismo que provoca infecção quase exclusivamente em pacientes debilitados e imunodeprimidos, bem como em crianças mal-nutridas. Em doentes com SIDA a infecção é particularmente agressiva. Causa pneumonia em pessoas imunodeprimidas e crianças mal-nutridas. Em doentes com SIDA a infecção é particularmente agressiva.


  • Origem

A infecção é por inalação dos esporos. O tracto respiratório é o principal portal de entrada para P.jiroveci no homem.

  • Sintomas clínicos

A doença começa abruptamente com febre, respiração acelerada e tosse discreta sem secreção. Dispneia importante de início sub-agudo, perda de peso, sibilos e fadiga.


  • Diagnóstico

O seu diagnóstico é confirmado quase inteiramente com um exame microscópico de material clínico, incluindo o fluido de lavagem brônquica dos alvéolos, o escarro induzido e as amostras de biópsia do pulmão transbrônquica ou aberta. O médico suspeita do diagnóstico pela presença de febre e tosse seca em pacientes com SIDA. Gasometria arterial (hipoxemia), DHL aumentado auxiliam no diagnóstico.


  • Tratamento

O tratamento é realizado com medicamentos específicos que actuam contra o microorganismo, classicamente o Trimetroprim-Sulfametoxazol (também conhecido como co-trimoxazol). É comum a co-administração de corticoterapia para evitar a inflamação. As terapias alternativas com pentamida, trimetoprim-dapsona, atovaquona, clindamicina- primaquina, entre outras, têm sido aplicadas em pacientes com SIDA. O tratamento tem geralmente a duração de 21 dias.

Sem comentários:

Enviar um comentário